Debate latino-americano fala sobre mudanças climáticas e água

970

O Centro de Educação Ambiental Gênesis recebeu em sua sede aproximadamente 15 jovens vindos de vários países da América Latina. Dentre eles Nicarágua, Venezuela, Chile, Equador, Bolívia, Argentina, Honduras, Peru, Costa Rica, Novo México.

A vinda desses jovens ao Gênesis teve como propósito debater sobre as mudanças climáticas e a água. Todos fazem parte da Convergência ambiental multi-religiosa, uma das partes educacionais da iniciativa Fé no Clima (Comunidades Religiosas e justiça socioambiental). Durante uma semana no Rio de Janeiro, ela reuniu jovens líderes de 21 a 40 anos, pertencentes a diferentes tradições religiosas e espirituais. Esse evento foi organizado pelo Instituto de estudos de Religião (ISER) em parceria com a organização de Interesse Público (GIP), que tem por objetivo mapear percepções e ações em relação às mudanças climáticas.

Recebidos calorosamente pela Diretora e fundadora do Gênesis, Lourdes Brazil, puderam conhecer um pouco mais da história do espaço, desde sua organização oficial, em 2009. O instituto trabalha para superação dos problemas socioambientais e a construção de forma ampliada e progressiva dos caminhos da sustentabilidade.

Cumprindo um cronograma de reconhecimento do espaço, iniciaram uma caminhada guiada pela bióloga Samira, pelas trilhas, viveiros, laguinhos e composteiras. Em meio a visita, uma família de Micos Estrelas, pertencentes a nossa fauna, brincava livremente nos topos das árvores. Todos puderam acompanhar a importância da preservação em área urbana do Micro Fragmento de Mata Atlântica e tudo que ele abriga. Ao final da caminhada, os jovens tiveram a oportunidade de plantar mudas nativas que, em breve, farão parte da flora do espaço.

Provendo a amplitude desses debates em sua sede, junto a atividades que incentivam a preservação da fauna e flora, o Gênesis está conseguindo alcançar sua prioridade de ser referência em sustentabilidade na cidade de São Gonçalo. Promovendo essa referência para o mundo.

Mais informações, confira a nossa página no Facebook.

RESPONDA AO COMENTÁRIO

Escreva seu comentário aqui.
Por favor, insira seu nome aqui.