Rivais? Jamais! Mulheres, ondas de amor e companheirismo

468
Mulheres companheiras – Outubro Rosa

Sororidade. Uma palavra difícil de falar, de escrever e mais ainda de se praticar. Tem sua origem no latim sóror que significa “irmã”. Logo, sororidade, diz respeito ao sentimento de união, aliança e irmandade entre mulheres, baseando-se na empatia e companheirismo. Colocá-la em prática é um exercício árduo de construção e desconstrução.

Ao longo dos séculos as mulheres foram ensinadas e incentivadas a criar sentimentos de rivalidade e oposição umas para com as outras. E essa rivalidade se mostra em diversos aspectos da vida. Essa oposição desnecessária causa uma sensação de enfrentar o mundo completamente sozinha, sem ajuda de ninguém.

Mas não precisa ser assim. Numa sociedade onde, diariamente, as mulheres sofrem opressões das mais diferentes, saber que pode confiar e contar com outra mulher acalenta a alma. É preciso parar de alimentar a hostilidade, pois ela só reforça a ideia de que existe uma luta constante e incansável que as mulheres travam umas com as outras.

Unidas podemos lutar contra a violência, as injustiças, os abusos. Unidas criaremos um mundo onde não seremos mais caladas, onde nosso valor será reconhecido e respeitado.

Algumas atitudes simples podem começar a mudar a relação das mulheres e sua relação com a sociedade, iniciando assim a criação de um mundo mais digno para todos e todas. Procurem ouvir umas às outras, mesmo sem concordar. Tentem não julgar umas às outras por uma atitude, o jeito de agir ou modo de vestir. Abram-se para conhecer outras mulheres antes de olhá-las de cima a baixo e afastá-las, assim vocês começarão a notar as pessoas incríveis que lhes rodeiam e que podem mudar seus modos de enxergar o mundo.

Essas pequenas coisas, aplicadas ao cotidiano de uma mulher, vão fazê-la enxergar a onda de amor e companheirismo que emana de um coletivo feminino.

RESPONDA AO COMENTÁRIO

Escreva seu comentário aqui.
Por favor, insira seu nome aqui.