Educação gonçalense está destruída

846
Educação Gonçalense destruída

Nesta época do ano, os adolescentes do bairro onde moro desperdiçam metade do dia na rua, jogando bolas de gude. Muitos são alunos da rede municipal e, surpreendentemente, gostariam de aprender outras coisas, como criar sites, jogos eletrônicos e até escrever livros. Habilidades que poderiam ser ensinadas na escola, se a educação gonçalense não estivesse destruída por seres inescrupulosos que a utilizaram conforme seus interesses políticos sujos.

Há meses que o governo Mulim não esconde sua falta de zelo pela vida de nossas crianças, condenando o futuro desta cidade às mesmas condições degradantes que vivemos no presente (baixa capacitação profissional, ausência de cidadania). Há livros que não são distribuídos e se deterioram em depósitos úmidos, alunos que são obrigados a suportar salas quentes e escuras, uniformes que nunca chegam e obras que não terminam; quem passa em frente a Usina de Asfalto, no bairro Água Mineral, vê centenas de carteiras escolares empilhadas, expostas ao sol e à chuva, outro sinal de que a Prefeitura perdeu a vergonha de errar.

Ingênuos, os alunos não percebem o quanto a educação que recebem está abaixo da ideal, afinal, os problemas começam dentro de casa, afetados pela violência doméstica e pela criminalidade crescente que facilita o acesso às drogas e ao álcool. Por isso, além de ensino de qualidade, o município deveria oferecer atividades extras para que eles passem mais tempo na escola e a vejam como abrigo contra problemas externos.

Dignidade e conforto nas instalações, contato com música, pintura e artes em geral, aulas de empreendedorismo e educação financeira básica são alguns dos atributos das melhores instituições de ensino da atualidade; no entanto, mais importante que o aprendizado de novas tecnologias e educação em tempo integral, cultivar boas relações entre os indivíduos é indispensável ao desenvolvimento humano e à formação de cidadãos, papel fundamental da escola.

Diante de problemas tão graves em São Gonçalo, por onde começar a implementação da educação ideal? Exigindo que os responsáveis pelo setor, inclusive o Prefeito, sejam menos indiferentes e mais apaixonados pelas crianças gonçalenses que querem aprender, mas perdem o dia jogando bolas de gude na rua.

RESPONDA AO COMENTÁRIO

Escreva seu comentário aqui.
Por favor, insira seu nome aqui.