Fomos enganados com luzes de Natal

2613
Natal 2014 - Wagner Rosa / Território Gonçalense

Confesso que amoleceu meu coração a iluminação de Natal espalhada em diversos pontos da cidade. Mas, quando percebi que a ornamentação se tratava de enganação usando o dinheiro do povo, me revoltei.

Antes da ceia de Natal, tenho certeza que você limpará os móveis, o chão da casa e jogará o lixo “fora”. A Prefeitura de São Gonçalo, repleta de maus hábitos, não agiu assim: tirou do bolso do gonçalense R$ 370 mil para instalar luzes de Natal em uma cidade caótica.

Natal 2014 São Gonçalo - Wagner Rosa / Território Gonçalense
Igreja Matriz de São Gonçalo no Natal 2014. Foto: Vagner Rosa / Território Gonçalense

Sobre a decoração do viaduto de Alcântara, pensei: “O viaduto iluminado ficou bonito”, tomado pelo espírito natalino. Contudo, o viaduto continua sendo usado como outdoor irregular por empresas e políticos imundos que penduram faixas na mureta. Quase dois meses após as eleições, ainda há faixas penduradas lá, deterioradas, ameaçando cair sobre as pessoas. Se a Prefeitura quer embelezar a cidade, por que não retira as faixas ilegais?

Na rua Manoel João Gonçalves, em frente ao viaduto, pedestres não conseguem mais transitar, tamanha a quantidade de lixo espalhado na calçada por lojas e camelôs. O fedor incomoda. Em vez de lesar os cofres públicos, por que a Prefeitura não fiscaliza e multa as empresas que sujam a cidade?

Natal 2014 São Gonçalo - Wagner Rosa / Território Gonçalense
Viaduto de Alcântara no Natal 2014. Foto: Vagner Rosa / Território Gonçalense

No bairro Estrela do Norte, próximo ao Centro Cultural Joaquim Lavoura, uma árvore de Natal solitária passa o dia tocando Jingle Bells e, enquanto o dinheiro público é desperdiçado, o maior evento cultural da cidade, Uma Noite na Taverna, continua sem apoio financeiro municipal. O dinheiro público toca Jingle Bells, mas na rua onde moro, as lâmpadas de três postes estão queimadas, favorecendo a violência.

“Vejam a linda decoração de Natal que preparei para vocês”, diz o Prefeito, sem mencionar que quem pagou a conta foi o cidadão. Usou nosso dinheiro para disfarçar as falhas da sua gestão, incapaz de conseguir parcerias com o setor privado para dividir os custos, como fazem as administrações inteligentes.

Natal 2014 São Gonçalo - Wagner Rosa / Território Gonçalense
Árvore em frente ao Mauá – Natal 2014. Foto: Vagner Rosa / Território Gonçalense

Restam ao gonçalense duas opções: acreditar que valeu a pena gastar R$ 370 mil para decorar uma cidade abandonada ou exigir do poder municipal limpeza e organização, uma cidade onde teremos orgulho de viver.

Fotos: Vagner Rosa / Território Gonçalense

2 COMENTÁRIOS

RESPONDA AO COMENTÁRIO

Escreva seu comentário aqui.
Por favor, insira seu nome aqui.