A gestação é um momento singular na vida da mulher. Envolve comportamentos e sensações ainda não vividas, provocadas pelas mudanças na rotina familiar e também pela carga emocional trazida pela nova condição. É um momento de grande expectativa e dúvidas em relação ao futuro, em relação à responsabilização sobre uma nova vida.

Sabe-se que o ser humano busca conviver em grupos, somos sobretudo, seres sociais. Buscamos identificação, pertencimento e acolhimento. Essa necessidade se torna ainda maior na fase de gestação. A mulher e seu companheiro/família passam por uma série de mudanças em suas vidas. Diante desse quadro, vemos a importância dos grupos de apoio à maternidade.

Grupos de apoio servem especialmente para promover apoio social, emocional e informacional à nova mãe que está surgindo. Porém mesmo sendo uma ferramenta de promoção de informação e saúde tão importante, ainda é bastante segmentada.

São Gonçalo por exemplo, é carente nesse tipo de ação social. As gestantes daqui teriam que ir em busca desses grupos na zona sul de Niterói ou até mesmo na cidade do Rio de Janeiro.

Pensando nisso, três mães que se tornaram profissionais da área da humanização do parto e pós parto, criaram em junho deste ano o Grupo Matriz.

Tendo como principal objetivo promover o empoderamento de mulheres gestantes e puérperas gonçalenses, o Grupo Matriz promove rodas de conversa mensais, no bairro do Porto da Pedra. Nesses encontros as mulheres e suas famílias partilham vivências, dividem angústias e trocam experiências sobre vários temas que cercam o universo materno. É um espaço de acolhimento e diálogo.

Saiba mais sobre o projeto. Entre na nossa página no Facebook ou no site www.matrizgrupodeapoio.wordpress.com.

RESPONDA AO COMENTÁRIO

Escreva seu comentário aqui.
Por favor, insira seu nome aqui.